21 Fatos, curiosidades e crendices sobre as verduras

De origem asiática, a alface é consumida há mais de 2 500 anos pelas civilizações em torno do mar Mediterrâneo (inclusive as mais antigas, como a egípcia e a grega). Acredite se quiser, mas 96% do peso da alface é pura água. O espinafre é usado como corante para massas. Para fazer o corante, basta cozinhar o espinafre, batê-la no liquidificador e usá-la nas massas de lasanha, nhoque ou macarrão. O repolho era o alimento básico dos operários contratados para construir a muralha da China. O agrião é considerado um alimento excelente para os pintinhos recém-saídos do ovo. O agrião se expandiu de tal forma na Nova Zelândia que é considerado praga nacional. O agrião é utilizado como expectorante e descongestionante. O mel com agrião é bastante consumido no Brasil por pessoas com bronquite. Uma das hortaliças mais recomendadas para pessoas com carência de ferro no organismo é o agrião. A acelga já foi utilizada no combate a caspa e coriza. Na Turquia, é utilizada no tratamento da diabetes. Na Europa, a acelga cresce naturalmente, sem necessidade de cultivo. A couve é um excelente remédio. Ela é utilizada no combate a bronquite, asma, reumatismo e artrite. Também é excelente laxante e remédio para o físico. Seu suco é recomendado para crianças em fase de crescimento e para doenças da pele. Ainda alivia a tensão pré-mestrual e as dores causadas pelos cálculos renais. Não é sem motivos, portanto, que ela é chamada de “médico dos pobres”. Por suas virtudes medicinais, a couve foi elevada à categoria de divindade pelos antigos egípcios. Os gregos também consideravam a couve uma verdura sagrada e que garantia vida longa. À propósito, ela era chamada de erva da longa vida na antiga Grécia. Originária da Europa, onde nascia como erva silvestre, a couve foi trazida para o Brasil pelos portugueses. O brócolis era um dos alimentos preferidos do líder romano Júlio César. Conta-se que ele não considerava uma vitória completa se não fosse comemorada com um bom prato de brócolis. A rúcula é da mesma família da mostarda. De preferência, as verduras devem ser consumidas cruas. O motivo é bem simples: elas perdem boa parte do seu valor nutritivo com o cozimento. O repolho era um dos principais alimentos dos operários que trabalharam na construção da muralha da China. O chucrute, um dos mais conhecidos pratos da culinária alemã, é feito com repolho. O aipo (também chamado por aqui de salsão) é parente da cenoura. O almeirão cresce naturalmente, no meio do mato, em algumas regiões do Brasil.

De origem asiática, a alface é consumida há mais de 2 500 anos pelas civilizações em torno do mar Mediterrâneo (inclusive as mais antigas, como a egípcia e a grega).

Acredite se quiser, mas 96% do peso da alface é pura água.

O espinafre é usado como corante para massas. Para fazer o corante, basta cozinhar o espinafre, batê-la no liquidificador e usá-la nas massas de lasanha, nhoque ou macarrão.

O repolho era o alimento básico dos operários contratados para construir a muralha da China.

O agrião é considerado um alimento excelente para os pintinhos recém-saídos do ovo.

O agrião se expandiu de tal forma na Nova Zelândia que é considerado praga nacional.

O agrião é utilizado como expectorante e descongestionante. O mel com agrião é bastante consumido no Brasil por pessoas com bronquite.

Uma das hortaliças mais recomendadas para pessoas com carência de ferro no organismo é o agrião.

A acelga já foi utilizada no combate a caspa e coriza. Na Turquia, é utilizada no tratamento da diabetes.

Na Europa, a acelga cresce naturalmente, sem necessidade de cultivo.

A couve é um excelente remédio. Ela é utilizada no combate a bronquite, asma, reumatismo e artrite. Também é excelente laxante e remédio para o físico. Seu suco é recomendado para crianças em fase de crescimento e para doenças da pele. Ainda alivia a tensão pré-mestrual e as dores causadas pelos cálculos renais. Não é sem motivos, portanto, que ela é chamada de “médico dos pobres”.

Por suas virtudes medicinais, a couve foi elevada à categoria de divindade pelos antigos egípcios.

Os gregos também consideravam a couve uma verdura sagrada e que garantia vida longa. À propósito, ela era chamada de erva da longa vida na antiga Grécia.

Originária da Europa, onde nascia como erva silvestre, a couve foi trazida para o Brasil pelos portugueses.

O brócolis era um dos alimentos preferidos do líder romano Júlio César. Conta-se que ele não considerava uma vitória completa se não fosse comemorada com um bom prato de brócolis.

A rúcula é da mesma família da mostarda.

De preferência, as verduras devem ser consumidas cruas. O motivo é bem simples: elas perdem boa parte do seu valor nutritivo com o cozimento.

O repolho era um dos principais alimentos dos operários que trabalharam na construção da muralha da China.

O chucrute, um dos mais conhecidos pratos da culinária alemã, é feito com repolho.

O aipo (também chamado por aqui de salsão) é parente da cenoura.

O almeirão cresce naturalmente, no meio do mato, em algumas regiões do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *