18 Coisas que você desconhecia sobre as armas nucleares

18-Coisas-que-voce-desconhecia-sobre-as-armas-nucleares

A bomba que caiu sobre Hiroshima tinha um poder de destruição equivalente a 15 toneladas de dinamite, ou seja, 15 quilotons. Só para efeito de comparação, as bombas produzidas atualmente possuem em torno de 500 quilotons.

A primeira bomba de hidrogênio tinha um poder de destruição equivalente a 20 mil quilotons. Enquanto a bomba de Hiroshima formou um cogumelo de 8 quilômetros de altura, ela formou um de 41 quilômetros.

As maiores bombas de hidrogênio da história tinham nada menos que 100 megatons (lembrando que cada megaton equivale a 1 000 quilotons).

A bomba H é, na verdade, uma bomba atômica. Ela apenas libera energia de modo diferente. Enquanto as bombas convencionais “quebram” os átomos, as de hidrogênio funde-os. Processo semelhante ocorre no interior do Sol, onde os átomos de hidrogênio fundem-se formando os de hélio e liberando uma quantidade de energia absurdamente incrível.

Uma observação sobre a bomba H: são átomos de lítio e trítio que se fundem e liberam energia, formando um átomo de hélio – que são muito mais leves – durante a explosão desse tipo de arma.

A carga convencional – ou seja, o gatilho – da bomba atômica é a dinamite que, ao explodir, detona a bomba propriamente dita. A carga da bomba de hidrogênio é a bomba atômica.

A primeira bomba atômica foi detonada no deserto do Novo México, nos Estados Unidos, no ano de 1 945. Até 2 010, houve em torno de 2 070 explosões comprovadas. Sozinhos, os norte-americanos detonaram mais da metade.

A maior explosão nuclear da história ocorreu em 1 961, quando a então União Soviética testou a bomba Tsar. Com 50 megatons, ela causou um impacto tão forte que foi sentido a mais de 2 mil quilômetros de distância.

Em toda a sua história, a União Soviética lançaram 840 bombas atômicas. Os norte-americanos detonaram cerca de 1 040.

O terceiro país que mais detonou bombas foi a França, com 234 explosões. O arsenal nuclear francês é atualmente constituído de 350 bombas.

As bombas detonadas em Hiroshima e Nagasaki chamavam-se Fat Man e Little Boy.

A bomba que destruiu Nagasaki devia ser lançada sobre a cidade de Kokura, mas o mal tempo naquele dia fez com que os norte-americanos mudasse os planos e o alvo.

Acredite se quiser, mas uma tsunami atingiu a região de Hiroshima um mês após a detonação da bomba atômica, matando mais de 2 mil pessoas.

Até meados da década de 50, os testes com bombas atômicas eram atração turística no estado norte-americano de Nevada.

Como descobrir se ocorreu uma explosão atômica em determinado lugar? É só procurar pela existência de elementos radioativos que não existem na natureza, como o Césio-137 e o Estrôncio-90.

Dizem que mais de 10% da eletricidade consumida nos Estados Unidos é gerada por bombas atômicas desmantelas.

Outro boato sustenta que os Estados Unidos pensaram em detonar uma bomba atômica na Lua só para mostrar o seu poder na época da Guerra Fria.

Mais um: os Estados Unidos simplesmente perderam oito bombas atômicas, sem nunca ter conseguido recuperá-las. Elas estão por aí…

Fontes: Wikipédia, Mundo Estranho, Super Interessante, National Geographic Brasil, Mega Curioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *