12 TÓPICOS CURIOSOS SOBRE O ENIGMÁTICO TRIÂNGULO DAS BERMUDAS

12 TÓPICOS CURIOSOS SOBRE O ENIGMÁTICO TRIÂNGULO DAS BERMUDAS

1. O Triângulo das Bermudas é uma área imaginária na costa atlântica dos Estados Unidos. Recebeu esse nome porque a área de incidência de desaparecimentos de aviões e navios forma um triângulo com as pontas em Miami, Bermudas e San Juan (Porto Rico).

2. A má fama da região não é recente, mas cresceu substancialmente a partir de 1 945, quando cinco bombardeiros da marinha norte-americana desapareceram sem deixar vestígio algum.

3. O termo “Triângulo das Bermudas” surgiu pela primeira vez em 1 964 em um artigo da revista Argosy, intitulado “O Letal Triângulo das Bermudas”. Pouco tempo depois, o escritor, linguista e arqueólogo norte-americano Charles Berlitz (que, por sinal, era herdeiro de uma rede de escolas de idiomas que leva o seu sobrenome) escreveu um livro sobre o assunto, que vendeu milhões de cópias ao redor do mundo.

4. Com o crescimento do interesse popular, os cientistas começaram a investigar a área. A maioria não chegou a nenhum prova concreta de que algo anormal esteja acontecendo por lá. Aviões e navios desaparecem nos oceanos do mundo todo o tempo inteiro, disseram. Os motivos são diversos: erros humanos, defeitos nos equipamentos e interferências ambientais como furacões.

5. Para muitos crentes, a área do Triângulo possui uma carga energética sobrenatural. Somente isso explicaria o sumiço de tantos aparelhos – foram mais de 100 até os dias atuais. Enquanto alguns afirmam se tratar de fenômenos provocados por extraterrestres, outros dizem ser resultado da existência de “vórtices da quarta dimensão”. Também foram lançadas teorias sobre campos magnéticos, resíduos da Atlântida e armas antigravidades inventadas por superpotências mundiais.

6. Na opinião de alguns ufologistas, esses misteriosos desaparecimentos estão relacionados a uma incidência fora do normal de fenômenos “ovnis” na área. Essa hipótese é explorada pelo cineasta norte-americano Steven Spielberg no filme Contatos Imediatos do Terceiro Grau, de 1 977. Aliás…

7. A indústria cinematográfica explorou o assunto quase à exaustão. Existem dezenas de filmes e documentários sobre ele, que levam títulos como Triângulo, O Misterioso Triângulo da Bermudas e Mistério nas Bermudas.

8. Uma das hipóteses mais aceitas – inclusive por um vasto número de cientistas, cabe aqui ressaltar – é a de que o fenômeno esteja relacionado à existência de metano estocado como hidrato gasoso no subsolo oceânico. De alguma forma, o movimento das placas tectônicas transformaria esse metano em gás, que subiria para a superfície em forma de bolhas e reduziria a densidade da água, provocando os afundamentos. Parte desse gás seria liberado para a atmosfera, afetando os motores dos aviões, levando-os a cair.

9. Um dos mais antigos relatos sobre esses estranhos acontecimentos partiu de ninguém menos que Cristóvão Colombo, o descobridor da América. Em seu diário de bordo, ele descreveu fenômenos como luzes estranhas partindo do oceano e mal funcionamento de sua bússola nessa região.

10. As Bermudas receberam esse nome em homenagem ao navegador espanhol Juan de Bermudez, cujo navio afundou na área. Foi um dos primeiros naufrágios registrados por lá, que teve o próprio Bermudez como um dos sobreviventes.

11. Um dos casos de desaparecimento mais famosos ocorreu em 1 951, quando um cargueiro norte-americano sumiu sem deixar praticamente nenhum vestígio. Com 52 tripulantes, ele era na época um dos maiores aviões desse tipo em todo o mundo.

12. Outro caso bastante comentado foi o do USS Cyclops, um navio dos Estados Unidos que partiu do Brasil em direção a Barbados sem nunca chegar ao destino. A tripulação era composta por mais de 300 pessoas. O caso ocorreu em 1 918.

A melhor explicação para o Triângulo das Bermudas é natural: a região é frequentemente assolada por grandes tempestades. Alguns dos maiores furacões da história passaram por lá. Além disso, os cientistas cogitam os defeitos em aparelhos como outra principal causa. Por fim…

Saiba que milhares de barcos e aviões transitam pelo Triângulo das Bermudas todos os anos sem que nada lhes aconteça. Quase 50% dos barcos registrados nos Estados Unidos passam intactos por lá. Segundo a Guarda Costeira dos Estados Unidos, a proporção de acidentes é a mesma de qualquer oceano do mundo. A diferença é que o Triângulo das Bermudas virou lenda.

Fontes: Wikipédia, Mundo Estranho, Inexplicado, Os 100 Maiores Mistérios da Humanidade – Stephen J. Spignesi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *